Qual a diferença entre gastrite e refluxo

Refluxo é o retorno do alimento do estômago através do esôfago, e isso ocorre devido a uma falha no esfíncter esofágico. O alimento que ingerimos chega ao estômago através da faringe que é semelhante a um tubo muscular. A faringe é controlada basicamente por duas válvulas:  o esfíncter esofágico superior e o esfíncter esofágico inferior. O primeiro controla a passagem do alimento até o esôfago e o segundo permite que o alimento chegue até o estômago. O refluxo acontece quando o esfíncter não fecha após a passagem do alimento para o estômago. Essa falha possibilita que o conteúdo estomacal retorne através da faringe. Essa doença pode surgir devido a um processo inflamatório e evoluir para um quadro mais grave que é a esofagite de refluxo.
O refluxo gastroesofágico é causado pelo ácido do estômago que chega até o esôfago.

gastrite

Hábitos que são favoráveis ao tratamento tanto da gastrite quanto do refluxo

Pode acontecer de a pessoa ter as 2 doenças, no entanto, o lado bom é que a mudança de hábito pode trazer benefícios para o tratamento de ambas. Assim, existem alguns tópicos que tem que ser levados em conta, entre eles:

  • Evitar ficar longos períodos sem se alimentar,
  • Mastigar bem os alimentos,
  • Evitar comidas muitos extremas (nem muito quentes, nem muito geladas),
  • Evitar o consumo excessivo de chá mate, chá preto e café,
  • Excluir
  • Deixar de consumir bebidas alcoólicas, gaseificadas, assim como refrigerantes e sucos artificiais,
  • Evitar doces concentrados, como goiabada, marmelada, leite condensado e cremes,
  • Evitar frutas ácidas como laranja-pera, abacaxi, maracujá,
  • Evitar gorduras como molhos de maionese, creme de leite, chantilly, bacon, manteiga ou margarina,
  • Evitar ao máximo os embutidos, como salsicha, linguiça e mortadela,
  • Evitar a ingestão de refeições muito volumosas principalmente nos momentos que antecedem a noite de sono,
  • Ficar sentado com as costas eretas ou em pé, ao menos 1 hora, após as refeições,
  • Evitar refeições vigorosas após as refeições,
  • Evitar cigarros e outros fumos,
  • Evitar o uso de roupas apertadas,
  • Evitar alimentos picantes ou muito crocantes.

Além da dieta alimentar, é necessário mudar os hábitos, evitando o estresse e os estados de ansiedade. É aconselhável a prática de exercícios físicos moderados e de um tempo exclusivo para o lazer.

Resultado de imagem para pessoa praticando atividade fisica

 Sinais e Sintomas

Os sintomas do refluxo são bem amplos, mas geralmente se apresentam como:

  • Azia: sensação de queimação no peito que costuma ocorrer logo após a ingestão de alimentos;
  • Regurgitação: volta dos alimentos até a boca, com gosto ácido e azedo, podendo provocar náuseas e vômitos em algumas pessoas;
  • Excesso de saliva;
  • Dores de garganta sem causas aparentes;
  • Tosse, rouquidão e asma, quando o refluxo atinge a laringe.

Diagnostico

diagnóstico do refluxo é feito através de uma endoscopia digestiva e alguns médicos podem optar por fazer um exame chamado de pHmetria, em que é medido o grau de acidez do estômago e do esôfago.

Tratamento

Quanto ao tratamento, as duas patologias também apresentam diferenças consideráveis, visto”que a gastrite é sempre tratada com medicamentos, “enquanto que no refluxo gastro-esofágico o tratamento cirúrgico pode ser indicado.”

No tratamento da gastrite são usados medicamentos, de forma temporária, que bloqueiam a secreção ácida do estômago além de antibióticos quando a infecção pela bactéria Helicobacter pylori é constatada”,”O refluxo gastro-esofágico também é tratado com medicações que bloqueiam a secreção ácida”, além de medicamentos que auxiliam no esvaziamento gástrico, porém estes medicamentos têm que ser usados de forma contínua”, visto que o problema é crônico e possui um fator anatômico determinante, o qual o medicamento não consegue resolver. “Ou seja, na pessoa que é portadora da doença do refluxo gastro-esofágico quando, a suspensão da medicação faz com “os sintomas retornem.”

Portanto, fica a dica: para quem tem problemas do estômago, não é recomendável ingerir líquidos durante as refeições, ainda mais se forem gaseificados ou ácidos.

Resultado de imagem para pessoa comendo e bebendo

 

Fontes:
Diário de Saúde

Alimentação

Gostou?! Então deixa seu comentário e sugestões para novos posts. 😉

Até o próximo post.

Elisângela Moura

Sócia/ Diretora Comercial na empresa Phytos Prime Vitória.

Cosmetóloga e Enfermeira Pós-Graduada em Saúde Pública e Urgência e Emergência.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s